TEMA: Efeitos causados nos relacionamentos interpessoais pelo uso das novas tecnologias

TEXTO 1

“ Ao observarmos nosso comportamento, em especial em nossos lares, entre pais e filhos, vamos notar que em diferentes momentos estamos fisicamente presentes, mas totalmente alheios ao contexto, isto porque estamos usando algum dispositivo móvel, conectados, vivenciando uma outra experiência. Afinal, o que está acontecendo? Chamarei de “primeira onda” aquela que, a partir do uso de computadores pessoais e depois celulares, transformou lares em extensão das empresas e de “segunda onda”, ao uso por todos (ou quase todos) os membros de uma família de dispositivos móveis e acesso às redes sociais. A primeira onda foi alavancada pela nova economia e a expansão do acesso à internet, fatores que ajudaram a diminuir as barreiras entre o local de trabalho e nossos lares. Acesso aos e-mails e diferentes sistemas corporativos, bem como o uso de celulares para manter contato com as atividades da empresa, fazem parte do cotidiano de milhões de profissionais ao redor do planeta. E embora diferentes autores (Castells, 2000; De Masi, 2000) observem este movimento como positivo, existe um preço a pagar. “A solidariedade familiar depende de uma sincronização das agendas de seus membros, algo cada vez mais difícil de se conseguir, considerando os regimes flexíveis de trabalho atuais.” (Wajcman et all, 2008). O problema que as famílias precisam resolver quando pais adotam o “home office” é como separar, dentro do espaço de seus lares, trabalho e atenção para o próprio relacionamento e para os filhos. Com a adoção de tecnologias móveis, em especial smatphones e tablets por crianças e adolescentes, a “segunda onda” apresenta desafios ainda maiores para o convívio familiar. Agora não somente os pais estão conectados, os filhos também.

Fonte: http://nic.br/noticia/na-midia/a- familia-des- conectada-i/

TEXTO 2

Fonte: http://poesiaemtrovas.blogspot.com.br/2014/05/trova-legenda-ate-15062014.html

Leave a reply